18.12.14

Van Gogh em quadrinhos e POST #100!!

Me lembro bem quando eu e o Dayan postávamos sobre os filmes e seriados que assistíamos em nossas páginas pessoais, cada um na sua, até o dia que vimos que não fazia muito sentido continuar assim, e juntamos tudo. Disso nasceu o Dobro da Metade, um blog que, com seu um ano e meio de vida, já nos deu muito trabalho, mas também muita satisfação!


Esse ano que passou não foi fácil. Sempre fazemos tudo juntos (principalmente ver filmes e seriados) e com o meu último ano de faculdade não me nos sobrou muito tempo para ler, ver filmes, passear etc. Por isso, reduzimos a quantidade de posts semanais para apenas um e assim fomos mantendo o blog alimentado sempre que possível.

10.12.14

Balanço literário de 2014

Esse ano foi aquele ano que ninguém quer passar, mas é totalmente necessário, se você quiser ter um diploma algum dia da sua vida. Eu me formei em artes visuais, e os últimos seis meses, principalmente, foram completamente doidos.

Dobro da Metade Livros 2014

Eu não deixei de ter aulas para focar só no TCC, então eu tive que dar conta de uma monografia E de todas as aulas da grade. Claro, isso não deixou muito tempo para leituras de entretenimento e, óbvio, tudo o que eu comecei ou parei ou ainda está em andamento (sim, meses pra terminar um livro).

Vendo o post do começo do ano, em que eu me comprometia em ler todos aqueles livros, eu deveria ter uma noção de que eu não conseguiria ler nem 10% de tudo aquilo — aliás, nem em um ano bom eu daria conta de tudo aquilo!!! Praticamente todos os livros da lista ainda são livros que eu quero muito ler, então ano que vem eles não me escapam! E pior: entraram muitos outros livros que eu já tenho em casa e quero muito ler! Alguém me paga para ficar em casa lendo o dia inteiro?

26.11.14

Lucy: o que acontece quando usamos 100% do cérebro?

Durante o feriado da semana passada, resolvemos assistir um filme que tínhamos há algum tempo e estava parado no computador: Lucy. Nada melhor que ver um filme com a diva Scarlett Johansson e com o Morgan Freeman.


Para quem não sabe do que se trata, Lucy é um filme de muita ação que traz a personagem Lucy (Scarlett Johansson) fazendo algo inédito, usando 100% da capacidade do seu cérebro. Para quem não sabe, o ser humano só usa 10% da capacidade cerebral, e isso traz muitas dúvidas sobre o que poderíamos fazer se pudéssemos aumentar essa porcentagem.

21.11.14

Habibi: uma história de amor

A minha relação com esse livro vai além do meu interesse pela história. Não sou entendedora de graphic novels, mas o traço de Craig Thompson (de Retalhos) sempre me chamou atenção por sua riqueza de detalhes e harmonia na composição. As 672 páginas que compõe Habibi me fizeram ficar apaixonada pelo grande volume, em que cada página é uma aventura.


Para uma graphic novel, não é uma leitura rápida. Exatamente pela complexidades dos elementos das páginas, o leitor toma um tempo (pelo menos, eu tomei, sem demora) para apreciar e absorver todas os detalhes. Tudo tem um significado, e creio que não saber hebraico e saber pouco sobre a cultura islâmica fez com que eu perdesse um pouco da história.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...